Medicina

Ilhabela

Fertilidade - ter, 07/28/2020 - 16:27

Conhecida por ter algumas das praias mais bonitas do litoral brasileiro, Ilhabela combina natureza, cultura e vida noturna. Com centenas de ilhas, você poderá conhecer algumas das principais praias da região em uma excursão de barco passando pelas praias do Bonete, Indaiaúba, Anchovas, saco do Sombrio, Castelhanos, Eustáquio, Poço e Jabaquara. O centro da cidade possui vários ateliers, restaurantes, bares e lojas de artesanato, que transmitem ao turista a tranquilidade de viver nesta ilha. 

 

 

PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONTACTAR:
LINK PREMIUM VIAGENS E TURISMO
Telefone: +55 11 3032.3080
E-mail: [email protected]

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Ilhabela apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Litoral Norte

Fertilidade - ter, 07/28/2020 - 05:17

Famoso por sua beleza natural, o Litoral Norte de São Paulo é um pedaço especial da costa brasileira. Nosso passeio percorrerá algumas das belas praias que fazem parte da região conhecida como Costa dos Alcatrazes, como as praias de Boracéia, Juréia, Barra do Una e Juquehy, onde o visitante poderá caminhar e observar espécimes da Mata Atlântica, formações como a Serra do Mar e tomar um refrescante banho de mar. 

 

 

PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONTACTAR:
LINK PREMIUM VIAGENS E TURISMO
Telefone: +55 11 3032.3080
E-mail: [email protected]

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Litoral Norte apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Fatores Ambientais e Ocupacionais que interferem na fertilidade

Fertilidade - seg, 07/27/2020 - 16:00

A habilidade para conceber pode ser afetada pela exposição a várias toxinas ou substâncias químicas no local de trabalho ou no ambiente circundante. Substâncias que podem causar mutações, defeitos de nascimento, abortos, infertilidade ou esterilidade são chamadas toxinas reprodutivas. 
Desordens de infertilidade, reprodução, aborto espontâneo e teratogênese (processo no qual malformações congênitas são produzidas em um embrião ou feto) estão entre as dez mais citadas doenças ou desordens relacionadas ao trabalho nos EUA hoje. Ao contrário do fato de que existe uma considerável controvérsia em relação aos impactos das toxinas na fertilidade, 4 substâncias químicas estão agora sendo reguladas baseadas na sua documentada interferência na concepção.

1.    CHUMBO
Exposição a fontes de chumbo tem sido relacionada a um negativo impacto na fertilidade em humanos. O chumbo pode produzir teratozoospermias (espermatozoides anormais) e se acredita que possa ser um abortivo ou substância que cause um aborto artificial.

2.    MATERIAIS E TRATAMENTOS MÉDICOS
Exposição repetida à radiação, desde simples tomadas radiográficas, até a quimioterapia têm sido mostrados como fatores alteradores na produção de espermatozoides, assim como contribuintes em uma grande gama de problemas ovarianos.

3.    ÓXIDO DE ETILENO
Uma substância química usada tanto na esterilização de instrumentos cirúrgicos como na manufatura de certos pesticidas, o óxido de etileno pode causar defeitos de nascimento em casos de gravidez precoce e tem o potencial de provocar o aborto espontâneo precoce.

4.    DIBROMOCLOROPROPANO (DBCP)
A manipulação de químicos achados em pesticidas, como o DBCP, pode causar problemas ovarianos, levando a uma variedade de problemas de saúde, como menopausa precoce, que pode gerar um impacto na fertilidade.

 

*Muitas destas informações são do site stanford.edu
Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Fatores Ambientais e Ocupacionais que interferem na fertilidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Artigos Publicados

Fertilidade - seg, 07/27/2020 - 14:53

Amato, JLS. Ethical Limits in the Assisted Human ReproductionHumboldt-Kolleg Digest. Roca: São Paulo. nov 2009 p97-8

Ethical Limits in the Assisted Human Reproduction

Ethical Limits in the Assisted Human Reproduction from Alexandre Amato

 

 

Amato JLS. Limites éticos na Reprodução Humana Assistida. 2009

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Artigos Publicados apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Infertilidade Masculina

Fertilidade - seg, 07/27/2020 - 14:49

A infertilidade masculina, assim como ocorre com a mulher, pode resultar do acometimento de diferentes órgãos que compõem o seu sistema reprodutivo como testículos, vias espermáticas, glândulas anexas e pênis. Até um quarto das causas de infertilidade de um casal podem ser atribuídas ao parceiro masculino e, algumas vezes, as causas masculinas e femininas se sobrepõem, sendo necessário tratamento para ambos.
            A avaliação de um homem com possível infertilidade é feita pelo médico especialista que deve investigar minuciosamente sua saúde reprodutiva, a começar por relatos de exposição a substâncias tóxicas ou drogas, história de cirurgias prévias, infecções, doenças crônicas, dados da puberdade, etc. O médico realiza então o exame físico criterioso e solicita análise do sêmen por meio do espermograma – exame laboratorial que estuda a produção em termos de quantidade e qualidade dos espermatozoides.
A alteração em um dos parâmetros avaliados por esse exame pode ser causada por algum defeito na regulação hormonal, por defeitos no próprio testículo (resultante de infecção testicular, exposição a toxinas e ausência de cromossomo Y) ou pela presença de obstáculos no caminho que o sêmen percorre até a saída do corpo do homem (desde a vesícula seminal até a uretra). Nesse caminho, os espermatozoides são banhados por substâncias que irão compor o líquido seminal com qualidade ideal para a reprodução que também podem ser causa da infertilidade.
A criptorquidia é também uma causa comum de infertilidade, caracterizada pela não descida dos testículos para a bolsa escrotal durante o desenvolvimento do feto. Assim, os testículos permanecem sob altas temperaturas dentro da barriga e não se desenvolve corretamente, uma vez que precisa de temperaturas mais baixas encontradas na bolsa escrotal. Outras causas incluem a varicocele (dilatações das veias do escroto) e traumas.
O tratamento da infertilidade do homem depende da causa, por isso é muito importante defini-la. Dentre os tratamentos estão o uso de hormônios para estimular a produção de espermatozoides, procedimentos cirúrgicos (como a correção de varicocele) ou uso de técnicas de reprodução assistida para extração das células reprodutivas diretamente do local onde são produzidas ou estocadas na bolsa escrotal.

Para o casal infértil são necessários profissionais qualificados e verdadeiramente aptos a lidar com a complexidade da questão, bem como um bom entrosamento e persistência da família que espera um bebê. 

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Infertilidade Masculina apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Risco de problemas com aumento da idade

Fertilidade - seg, 07/27/2020 - 06:38

Aborto
O risco de aborto espontâneo relacionado com o aumento da idade é causado, pelo menos em parte, por aumentos em anormalidades nos cromossomos. A maioria dos abortos espontâneos ocorre no 1º trimestre para mulheres de todas as idades. O risco de aborto espontâneo aumenta com o aumento da idade. Estudos sugerem as seguintes taxas de aborto espontâneo por idade:
•    Em torno de 10% nas idades entre 20-29 anos
•    Em torno de 20% nas idades entre 35-39 anos
•    Em torno de 35% nas idades entre 40-44 anos
•    Maior que 50% na idade de 45 anos

Síndrome de Down
O risco de uma mulher ter um bebê com certos defeitos congênitos envolvendo cromossomos (as estruturas das células que contêm os genes) aumenta com a idade. Síndrome de Down é o defeito congênito cromossômico mais comum. As crianças afetadas possuem retardo mental em diversos graus e defeitos físicos desde o nascimento. O risco de uma mulher ter um bebê com Síndrome de Down é:
•    Aos 25 anos, 1 em 1,250
•    Aos 30 anos, 1 em 1000
•    Aos 35 anos, 1 em 400
•    Aos 40 anos, 1 em 100
Especialistas recomendam que a todas as mulheres grávidas, independentemente da idade, seja oferecido um teste de rastreamento para Síndrome de Down e outros defeitos cromossômicos congênitos. 

NASCIMENTOS MÚLTIPLOS (Gêmeos)
Embora mulheres acima dos 35 anos tenham mais dificuldade em engravidar, elas também têm mais chances de terem gêmeos.  As chances de terem gêmeos aumentam naturalmente com a idade. 

OPÇÕES PARA CONSTRUÇÃO FAMILIAR
É devastador para uma mulher perceber que ela possui infertilidade ligada à idade. No entanto, é bom saber que existem outras formas de construir-se uma família. Algumas mulheres podem optar por adotar uma criança. Para aquelas que gostariam de gerar e dar à luz a uma criança, o uso de óvulo doado é uma opção viável.  Quando usado, é a idade da doadora do óvulo, não a idade da beneficiária (ou da mãe que vai gerar) que importa.

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Risco de problemas com aumento da idade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

O ginecologista especialista em reprodução humana

Fertilidade - seg, 07/27/2020 - 05:59

O médico que atua na crescente área da reprodução humana percorre um caminho longo até a sua especialização. Sua formação inicia-se no curso de Medicina, que dura 6 anos, nos quais é estudado o homem sob a perspectiva biológica e humana. Esse curso tem por objetivo formar profissionais capacitados a promover o bem-estar biológico, psicológico e social de seus pacientes, por meio da prevenção e do tratamento de suas enfermidades. Após, o médico formado deve se submeter a um concurso de residência em Ginecologia-Obstetrícia, que permitirá, após mais três anos de formação, a ele tratar das patologias exclusivas da mulher, visando ao seu conforto físico e emocional. Além disso, essa especialidade também capacita o profissional a orientar mulheres durante a gravidez, promovendo a sua saúde e a do feto em formação.

 

O médico ginecologista, se for do seu interesse, ainda pode aprimorar sua formação com uma subespecialização em uma área mais específica dentro do contexto da saúde da mulher, como é o caso da mastologia, da sexologia, da medicina fetal, da endoscopia ginecológica e, é claro, da reprodução humana, entre outros. Para realizar a subespecialização em reprodução humana, que tem duração de um ano, o médico ginecologista deve, portanto, submeter-se a mais um concurso de residência médica. Dessa forma, após 10 anos de formação, o especialista em reprodução humana torna-se um profissional médico apto a manipular as técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro, ajudando centenas de casais a realizar o sonho de constituir uma família. Este profissional pode ainda, ser um médico urologista com a subespecialidade em reprodução humana.

 

Esse médico atua juntamente com profissionais de outras áreas, como o urologista, a psicologia, a enfermagem, a genética e a biologia, pois o atendimento prestado aos casais deve ser multidisciplinar, uma vez que a infertilidade é uma questão complexa e abrangente. Visto ser uma área tão especializada, um casal deve buscar esse tipo de atendimento quando está tentando engravidar há pelo menos um ano, sem obter sucesso, o que lhes coloca na condição de casal infértil. A avaliação médica irá investigar a causa da provável infertilidade e oferecer as melhores opções de tratamento disponíveis atualmente. Uma outra abordagem seria a busca do aconselhamento, isto é, procurar um médico especialista em reprodução humana com o intuito de obter orientações sobre como promover a sua fertilidade e a de seu parceiro.

 

Seja como for, esta moderna área da Medicina está em constante crescimento e os profissionais precisam sempre se manter atualizados com as novas descobertas científicas para promoverem o melhor atendimento possível. É imprescindível buscar um serviço em que se confie e que tenha profissionais verdadeiramente habilitados para lidar com essa delicada e complexa função de auxilar um homem e uma mulher a se tornarem pai e mãe.

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post O ginecologista especialista em reprodução humana apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Os miomas diminuem a fertilidade?

Fertilidade - seg, 07/27/2020 - 05:24

Embolização dos Miomas serve como tratamento da infertilidade?

Para responder essa pergunta é necessário antes responder outra: Os miomas diminuem a fertilidade?

 

A relação entre miomas e infertilidade ainda não está bem definida. Sabe-se que somente 1-3% dos pacientes que sofrem de infertilidade a causa principal é a miomatose, embora a presença dos miomas possa ocorrer numa freqüência muito maior. A diferenciação das causas é muito importante, pois muitas vezes o mioma é apenas um coadjuvante num problema maior e o médico com formação em reprodução humana é o recomendado para essa avaliação. O mioma submucoso, quando tratado aumenta a fertilidade.
Quando há necessidade do tratamento dos miomas, várias técnicas podem ser propostas, mas devem ser avaliadas de forma individual. A histectomia, cirurgia de retirada do útero, embora seja um solução definitiva, inviabiliza qualquer possibilidade de uma gestação posterior, então, deve ser evitada sempre que possível para a mulher em idade fértil com intenção de ter filhos. A miomectomia consiste na retirada dos miomas por videolaparoscopia, cirurgia aberta tradicional ou vaginal por histeroscopia cada qual com suas vantagens e desvantagens.
Atualmente, uma técnica minimamente invasiva está sendo cada vez mais utilizada, a embolização dos miomas, ou melhor, embolização da artéria uterina. A embolização é um procedimento endovascular, ou seja, é feito por cateteres e punção, ao invés de cortes cirúrgicos. É colocada, através desses cateteres, uma substancia que vai impedir a alimentação sangüínea desses miomas, causando uma isquemia controlada e consequente morte desses miomas por falta de sangue.

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Os miomas diminuem a fertilidade? apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Quem é o médico de varizes?

Vascular Pro - dom, 07/26/2020 - 22:52

Você está na dúvida de qual o médico que cuida de varizes? Quer saber como se chama o médico de varizes? Quer saber qual especialidade trata varizes?

A resposta o “cirurgião vascular” pode estar na ponta da língua e é a mais correta, mas sabe que existe outras especialidades dedicadas ao tratamento de varizes?

O angiologista por exemplo. O angiologista é o médico dedicado ao tratamento clínico das doenças vasculares. Ele estudou os sistemas vasculares arteriais, venosos e linfático, mas sua formação e origem é um pouco diferente do cirurgião vascular. Ele começou fazendo clínica médica, e não cirurgia geral antes de fazer a especialidade. Muitas vezes sem o treinamento cirúrgico. De modo que ele faz os tratamento clínicos para varizes, além de alguns procedimentos ambulatoriais. Alguns estados brasileiros possuem a residência médica separada da cirurgia vascular de angiologia, em outros lugares a residência médica ocorre junto. A angiologia, portanto, é uma especialidade reconhecida pelo MEC e CRM. O cirurgião vascular faz o que o angiologista faz, mas nem todo angiologista faz o que o cirurgião vascular faz.

Outro especialista é o flebologista. “Flebo” vem de veias, portanto, o especialista ou “estudioso de veias”. Enquanto a flebologia é reconhecida como especialidade separada da cirurgia vascular em alguns países, isso não ocorre no Brasil. Portanto, apesar de existir a Sociedade Brasileira de Flebologia e Linfologia, ela ainda não criou um título separado de flebologia. De modo que, todos os flebologistas do Brasil são auto-declarados simplesmente porque se dedicam e estudam o assunto, mas não porque tem alguma especialidade diferente. A flebologia portanto, não é uma especialidade reconhecida pelo MEC e CRM até o momento. Existem intensos esforços tentando mudar isso.

Alguns vasculares ainda se denominam “médico de varizes”, porque tratam varizes e nada mais.

A minha dica é, se não quiser ter dúvidas ou problemas no tratamento de varizes, busque quem estudou o sistema venoso e se dedica a ele. Um cirurgião vascular que faça a flebologia no estado da arte. A Equipe Vascular.pro e Amato – Instituto de Medicina Avançada oferece os mais avançados tratamentos em flebologia, por cirurgiões vasculares e angiologistas renomados e titulados. Além disso, publicamos vários trabalhos sobre o tratamento de varizes com laser

 

O post Quem é o médico de varizes? apareceu primeiro em Vascular.pro.

Categorias: Medicina

7 exercícios para otimizar o seu corpo para o dia do parto

Fertilidade - sab, 07/25/2020 - 16:17
Sumário

Com apenas algumas semanas faltando para o final da gestação, o dia do parto não sai da minha mente.

Tipo, está MUITO na minha mente.

Meu corpo tem crescido e mudado muito para acomodar essa pequena vida, e estou encontrando novas dores e sensações interessantes todos os dias. Conforme planejo dar à luz esse bebê meigo, mover meu corpo tem sido incrivelmente importante. Não apenas para lidar com as novas dores, mas para otimizar meu corpo para o dia do parto.

Dizem que dar à luz é uma maratona, não é? E você não iria aparecer na sua primeira maratona sem treinar e se preparar para isso, e acho importante que o mesmo seja feito na preparação para o dia do parto!

Aqui estão sete exercícios que eu tenho sugerido no dia a dia:

Abrace seu bebê

Ahhh, estou começando com o meu movimento favorito – é um que me faz sentir mais conectada ao bebê, e me concede o tempo e o espaço para respirar e fazer nossos corações baterem juntos.

Este exercício fortalece os músculos abdominais transversais, que envolvem a parte central do seu corpo. Quando ativado corretamente, ele diminui, aumenta e, principalmente, durante o parto, comprime. Durante a fase de trabalho de parto, isso ajuda o útero nas contrações finais para tirar o bebê. É também o primeiro movimento que você desejará voltar a praticar pós-natal para colocar seus abdomens no lugar.

Como fazê-lo:

  1. Você pode fazer isso sentada, deitada com os joelhos dobrados, em pé ou até mesmo sentada em uma bola de exercícios. Verifique se você está confortável em uma posição neutra.
  2. Coloque as mãos em cada lado das costelas para poder sentir as costelas se expandir para fora a cada inspiração e sentir os seus dedos atraindo na direção deles a cada expiração.
  3. Inspire pelo nariz, permitindo que sua barriga se encha de ar, as costelas se expandam para fora e os músculos do estômago relaxem completamente.
  4. Expire longa, lenta e uniformemente, emitindo um som de “S” enquanto se concentra em puxar os quatro cantos da região abdominal – ossos do quadril e ambos os lados das costelas. Mantenha sua coluna longa. Essencialmente, visualize seus abdominais transversais abraçando seu bebê.
Agachamentos

O agachamento é um dos exercícios mais acessíveis e funcionais, mesmo quando a data do parto se aproxima. Eles são uma excelente maneira de fortalecer as pernas e o bumbum – e se você está planejando um parto natural, precisará de uma parte inferior do corpo forte para manter algumas posições recomendadas para o parto. Além disso, agachamentos profundos ajudam a relaxar e alongar os músculos do assoalho pélvico e alongar o períneo.

O agachamento é uma maneira poderosa de dar à luz – seu canal de parto está alinhado, ele abre a saída pélvica de 0,5 a 1,2 cm a mais para permitir mais espaço para o bebê emergir, e você tem a ajuda da gravidade para ajudar a mover o bebê no canal de parto.

Como fazê-los:

  1. Fique em pé com os dois pés uniformemente no chão, um pouco mais afastados do que a distância do quadril, dedos apontando levemente para fora. Inspire pelo nariz enquanto se articula nos quadris, dobra o joelho e senta o bumbum em um agachamento. Imagine encostar os ossos para trás como se estivesse sentando em uma cadeira.
  2. Quando você estiver agachada, contraia as nádegas e pressione suavemente os joelhos para fora, para que se estendam diretamente sobre os dedões do pé.
  3. Ao empurrar com os pés para subir, expire longa, lenta e uniformemente, enquanto imagina seus abdominais transversais envolvendo o bebê e abraçando-o em sua espinha. Empurre com os pés, contraindo o assoalho pélvico, levantando-se.
Alongamentos do assoalho pélvico

Os músculos do assoalho pélvico ajudam a apoiar os órgãos pélvicos: o útero, a bexiga e os intestinos. Se você os tonificar, irá aliviar muitos desconfortos do final da gravidez, como hemorróidas e o escape urinário. E aprendendo a contrair e liberar adequadamente o assoalho pélvico durante a gravidez ajudará tremendamente na hora de dar à luz seu bebê.

Como fazê-los:

  1. Coloque um bloco de ioga ou uma pilha de travesseiros contra a parede. Fique de costas para a parede, com os pés à sua frente.
  2. Inspire pelo nariz enquanto você desliza lentamente pela parede. Expire longa, lenta e uniformemente pela boca, continuando descendo pela parede, permitindo que o assoalho pélvico se solte completamente até alcançar o bloco de ioga/travesseiros.
  3. Uma vez abaixada, abra os joelhos e aplique pressão suavemente acima dos joelhos para um alongamento adicional. Segure por 90 segundos. Feche os joelhos e repita.

E enquanto falamos dos músculos do assoalho pélvico…

Kegel

À medida que o bebê ganha peso dentro do útero durante a gravidez, os músculos do assoalho pélvico precisam suportar cada vez mais peso. Algumas vezes, eles não estão totalmente preparados para o trabalho. Se você notar vazamentos ocasionais de urina — quando tosse, espirra ou tenta correr — é porque seus músculos sobrecarregados do assoalho pélvico não conseguem suportar totalmente a bexiga e os órgãos internos da maneira como estão costumados a fazer.

A pesquisa sugeriu que as mulheres que fazem exercícios no assoalho pélvico durante a gravidez podem ter uma fase ativa do trabalho de parto mais curta do que outras mulheres. E como se isso não bastasse, foi demonstrado que os exercícios de Kegel melhora sua saúde e prazer sexual e ajuda você a atingir o orgasmo com mais facilidade ;).

Como fazê-los:

  1. Tente interromper o fluxo de urina quando estiver sentada no vaso sanitário sem contrair os músculos abdominais, das nádegas ou da coxa. Quando você consegue iniciar e parar de urinar com sucesso ou sentir a contração do músculo vaginal, você está usando o músculo do assoalho pélvico, o músculo que deve estar contraindo durante os exercícios de Kegel.
  2. Para fazer os exercícios de Kegel lentos, contraia o músculo do assoalho pélvico – foi-me descrito como imaginar um smoothie espesso através de um canudo com os músculos da vagina enquanto você puxa o assoalho pélvico para cima – então segure de três a 10 segundos. Relaxe e repita até 10 vezes.
  3. Para fazer os exercícios de Kegel rápidos, contraia e relaxe rapidamente o músculo do assoalho pélvico de 25 a 50 vezes. Relaxe por 5 segundos e repita a sequência até quatro vezes.
  4. Também gosto que as mulheres pratiquem a analogia de um elevador – enquanto você contrai o assoalho pélvico, imagine que você está subindo o elevador lentamente: primeiro andar, segundo andar, terceiro andar (fazendo uma breve pausa em cada andar) e solte lentamente – 3º andar, 2º, 1º, soltando todo o caminho até o subsolo, para que você aprenda a soltar completamente o assoalho pélvico, importante para o parto.
Alongamento borboleta

Este é um exercício que fortalece e alonga os músculos das costas, coxas e pélvis e melhora sua postura. Também mantém as articulações pélvicas flexíveis, melhora o fluxo sanguíneo para a parte inferior do corpo e facilita o parto.

Como fazê-lo:

  1. Sente-se no chão, com as costas retas na posição “borboleta” (a parte inferior dos pés juntos e os joelhos caídos confortavelmente).
  2. Ao pressionar os joelhos gentilmente em direção ao chão usando seus cotovelos, você deve sentir um alongamento na parte interna das coxas. Não balance os joelhos para cima e para baixo rapidamente. Se você achar difícil manter as costas retas, use uma parede para apoiá-las.
  3. Mantenha a posição por 10 ou 15 segundos e repita o alongamento cinco ou 10 vezes.
Inclinações pélvicas gato-vaca

As inclinações pélvicas fortalecem os músculos abdominais, ajudam a aliviar as dores nas costas durante a gravidez e o trabalho de parto, podem ajudar o bebê a se posicionar de maneira ideal para o parto e facilitar o parto. Este exercício também pode melhorar a flexibilidade das costas e evitar dores nas costas.

Como fazê-las:

  1. Fique confortavelmente com suas mãos e joelhos no chão, mantendo a parte de trás da cabeça alinhada com a coluna, com os pulsos diretamente abaixo dos ombros.
  2. Inspire, puxando o estômago para dentro, arqueando o meio da coluna em direção ao teto, com o queixo enfiado no peito (gato). Mantenha essa posição por alguns segundos.
  3. Expire, relaxando o estômago e deixando a gravidade puxá-la em direção ao chão, enquanto olha para o céu (vaca). Mantenha essa posição por alguns segundos.
  4. Repita este exercício de três a cinco vezes. Gradualmente trabalhe até 10 repetições.
Cisne em pé

Esse movimento combina força do núcleo, resistência da parte inferior do corpo, mobilidade da coluna vertebral, alongamento do assoalho pélvico e oferece a oportunidade de praticar seu trabalho respiratório.

Como fazê-lo:

  1. Fique em pé com as pernas afastadas e giradas externamente, com uma bola de exercícios bem à sua frente.
  2. Inspire pelo nariz, acene com a cabeça e comece a rolar para baixo. Enquanto faz isso, coloque as mãos na bola e comece a empurrar a bola para frente.
  3. Expire longa, lenta e uniformemente, enquanto continua a empurrar a bola, dobrando os quadris, dobrando os joelhos e estendendo os ossos para trás até os braços ficarem retos e o corpo quase paralelo ao tapete. Inspire pelo nariz e mantenha a posição.
  4. Exale longa, lenta e uniformemente pela boca ao envolver os seus abdominais transversais e abrace seu bebê enquanto levanta e contrai o assoalho pélvico. Em seguida, rode a parte inferior das costas em uma curva C, enquanto empurra com os pés para ficar de pé, articulando a coluna da mesma maneira que você fazia no caminho para baixo.

Quais movimentos você praticou para o parto?

 

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post 7 exercícios para otimizar o seu corpo para o dia do parto apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Importância do planejamento e investigação da fertilidade na mulher

Fertilidade - sex, 07/24/2020 - 15:04

O envelhecimento da mulher é acompanhado pelo envelhecimento de todas as suas funções corporais e com a função reprodutiva isso não é diferente. A fertilidade feminina, isto é, sua capacidade de se reproduzir, com o passar dos anos torna-se menor, portanto mulheres mais maduras podem ter bastante dificuldade para engravidar. Por isso, mesmo não sendo a realidade atual, é necessário se planejar para uma futura gestação.

 

A cada ciclo menstrual, um óvulo torna-se disponível para fertilização, diminuindo o estoque da mulher com o passar do tempo e, consequentemente, as chances de ela gerar um filho naturalmente. Mas o que se deve saber é que essas chances podem aumentar com  cuidados específicos a serem tomados por essas mulheres.

 

Acima dos 35 anos, toda gestação é classificada como de “alto risco”, isto é, há maior risco de aborto, de malformações do feto e de desenvolver doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Mas é possível engravidar, com o devido planejamento, de forma saudável nesta faixa etária. Porém, se faz necessário procurar assistência médica antes de engravidar, a fim de receber todas as orientações cabíveis para otimizar a sua própria saúde, a fertilidade e a qualidade da futura gestação. Também podem ser apresentadas opções para promover e preservar a capacidade de  reprodução, como, por exemplo, para os casais que optam por engravidar mais tardiamente, é possível recorrer a algumas técnicas da medicina moderna, como a preservação do óvulo congelado (em uma idade mais jovem) até o período em que se que queira de fato engravidar.

 

O casal é considerado infértil se após um ano de tentativas frequentes não consegue engravidar. E, se isso acontece, deve-se proceder a uma investigação para que o médico e o casal descubram o motivo que o está impedindo de ter filhos. O profissional da saúde especializado dará início a uma série de procedimentos com a intenção de diagnosticar e solucionar o problema, sempre que possível, para este casal. A investigação pode necessitar de exames de sangue ou de imagem (como a ultrassonografia do aparelho reprodutivo da mulher) ou ainda pode ser realizado o espermograma, que avalia a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.

 

Existem diversas opções de tratamento para a infertilidade, desde mudanças no estilo de vida, como diminuição do fumo, perda de peso e aumento na frequência de relações sexuais, como também o estímulo à ovulação com medicamentos ou ainda a utilização de óvulos doados por outras mulheres, com posterior fertilização in vitro – técnica que permite a união de um óvulo a um espermatozoide fora do corpo da mulher para, somente após a união efetiva dessas duas células, colocá-los no útero e permitir o seu desenvolvimento.

 

No caso de mulheres mais maduras, após engravidar, algumas vezes se faz necessária avaliação genética do feto em desenvolvimento e o seu acompanhamento mais frequente com exames de ultrassom. Para elas, o prazo para o final da gestação se encerra com 39, e não com 42 semanas, como habitualmente acontece.

 

Atualmente é possível engravidar de forma saudável na faixa etária considerada “de risco”. Mas para isso é necessário acompanhamento médico frequente e adequado para que sejam tomadas todas as providências que o conhecimento científico atual permite, de modo que se promova uma gestação saudável e bem-sucedida e que a idade não seja necessariamente um obstáculo para nenhum casal.

 

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Importância do planejamento e investigação da fertilidade na mulher apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

5 maneiras de aumentar sua fertilidade

Fertilidade - sex, 07/24/2020 - 05:25

Procure tratamento

A gravidez pode ser um processo muito natural em sua vida, mas para alguns a gravidez é um pouco mais difícil.   Se você é uma dessas mulheres, então ainda não é hora de parar ou desistir. A maioria dos casais que tem dificuldade de conceber um bebê são bem sucedidos ao buscar tratamento adequado de infertilidade.

Aqui estão cinco dicas simples que você pode fazer para preservar a sua fertilidade:

1. Auto-conhecimento

Ter o conhecimento de quando ocorre seu período fértil. Desta forma, você pode ter relações sexuais  quando você está no pico da ovulação.  Portanto, acompanhe seu ciclo menstrual por alguns meses.  Você vai saber quando você está ovulando quando você sentir um ligeiro aumento da secreção vaginal , porém não são todas mulheres que conseguem perceber este sinal.

2. Vícios

As mulheres que fumam ou vivem com um fumante terá dificuldade para engravidar durante o tratamento. Bebendo cinco ou mais doses de bebidas alcoólicas numa semana também vai diminuir a possibilidade de gravidez. Então fique longe do álcool e dos cigarros para engravidar.

3. Zinco

Aumente a sua ingestão de zinco. Isso vai ajudar a facilitar a ovulação nas mulheres e isto aumenta a produção de esperma para os homens.  O ácido fólico também ajuda tanto o homem quanto a mulher a aumentar sua fertilidade. Segundo estudos, os homens terão baixa contagem de espermatozóides, se eles têm baixos níveis de ácido fólico em seu sistema.

4. Peso

Você deve sempre acompanhar o seu peso.  Mulheres obesas tem a função ovariana alterada por disfunção hormonal e até por Síndrome dos ovários policisticos, isso significa que os ovários não irão funcionar corretamente. De acordo com estudos, a perda de peso nestas mulheres retomariam a ovulação na maioria dos casos.

5. Hábitos de vida

Manter hábitos de vida saudáveis , prática de exercícios físicos regularmente e alimentação adequada propiciam a saúde e melhores chances de gravidez.

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post 5 maneiras de aumentar sua fertilidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Reprodução Assistida na atualidade

Fertilidade - qui, 07/23/2020 - 17:15

Muito se fala nos dias de hoje do aumento dos casos de Infertilidade Conjugal, afinal ao que isso se deve?
Se pensarmos nas mudanças sociais e econômicas do mundo, percebemos que na época de nossas mães e avós, as mulheres casavam e tinham seu primeiro filho mais jovens que atualmente. Hoje em dia a mulher conquistou um espaço na sociedade que se tornou essencial até para os homens, com a exigência do mercado de trabalho é necessário cada vez mais níveis diferenciados de especialização e isso requer mais anos de estudo postergando o casamento e a maternidade para depois dos 30 anos.

O que muda na vida da mulher moderna? O stress, o maior tempo de exposição a possíveis doenças ginecológicas como infecções genitais, endometriose, maior número de parceiros ao longo do tempo, e a diminuição da reserva ovariana.

E na vida do homem, quais as mudanças? Stress, maior responsabilidade e competitividade, maior tempo de exposição a doenças e consequentemente alterações em sua fertilidade.

Mas qual a definição de Infertilidade? De acordo com a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva refere-se a ausência de gravidez após um ano de relações sexuais sem o uso de qualquer método contraceptivo.

Sabe-se hoje que as causas de infertilidade se equalizam em causas de origem feminina e masculina e muitas vezes estas coexistem.

A principal causa de Infertilidade  masculina é a Varicocele (15% da população), mas a idade acima de 55 anos, o uso de algumas medicações como finasterida, antidepressivos, quimioterápicos, hormônios anabolizantes e inibidores dos canais de cálcio também contribuem para a queda da fertilidade. Doenças crônicas como Diabetes, Hipertensão, doenças genéticas como Fibrose cística, microdeleção do cromossomo Y e klinefelter também podem estar associados a infertilidade.

A principal causa de Infertilidade Feminina é de origem tubo peritoneal, ou seja, obstrução tubárea por aderências ou doença inflamatória pélvica e Endometriose. Além disso, a idade é o fator prognóstico mais importante para gravidez – a partir dos 35 anos acentua-se a diminuição da reserva ovariana e a perda da qualidade oocitária. A Síndrome dos ovários policísticos é a causa mais frequente de perda da fertilidade de origem ovariana.

Devemos lembrar que tanto em homens quanto em mulheres os fatores ambientais também são importantes na gênese da Infertilidade como o tabagismo, alcoolismo, radiação, trabalhos em que se manuseiam metais pesados, entre outros.

Existe também o que chamamos de Infertilidade sem causa aparente, ou seja, após toda investigação do casal para diagnóstico da causa do problema não achamos nada que justifique a dificuldade de gravidez.

Frente a queixa de dificuldade de obter gravidez é necessário os seguintes exames para a mulher: dosagens hormonais (FSH, LH, E2, TSH, T4L e progesterona), Ultrassom transvaginal (avaliar reserva ovariana) , histerossalpingografia (avalia a perviedade tubárea) e anamnese bem feita. Para o homem é necessário o Espermograma, além de uma anamnese bem feita.

Tratamentos

A indicação de cada tipo de tratamento é individualizada para cada casal de acordo com o fatores existentes. Os tratamentos são divididos em baixa complexidade e alta complexidade, sendo de baixa complexidade:

Indução da Ovulação com Coito Programado

Consiste no uso de medicações que induzem o crescimento folicular e consequentemente a ovulção. O tratamento é acompanhado com ultrassonografias endovaginais seriadas para detecção do período provável da ovulação e assim orientar o coito ao casal. A medicação utilizada pode ser o Citrato de Clomifeno ou FSH recombinante e pode ou não ser utilizado o HCG exógeno para deflagrar a ovulação.

Inseminação Intra Uterina

A indução da ovulação também é realizada, aqui usando o FSH recombinante e o HCG para deflagrar a ovulação. Quando isto ocorre, coloca-se o esperma do parceiro processado em laboratório dentro do útero da mulher por meio de um cateter.

Os tratamentos de alta complexidade são:

Fertilização in vitro (FIV)

Consiste em fertilizar o óvulo com o espermatozóide em laboratório. Para isto é realizada a indução da ovulação com a captação dos  óvulos guiada por ultrassom  e posterior fertilização com o esperma do parceiro, que é colhido por meio de masturbação. Existem 2 tipos de FIV : a Convencional descrita acima e a Injeção Intra citoplasmática de espermatozóide que seleciona um espermatozóide do ejaculado que é utilizado para fertilizar o óvulo.

Câncer e Fertilidade

Pacientes com câncer e aqueles submetidos a quimioterapia e radioterapia local tem sua fertilidade reduzida e muitas vezes perdida pelo tratamento. Com o advento das novas técnicas de Reprodução Assistida, hoje é possível “congelar” as células reprodutivas (óvulos, espermatozóides e tecido ovariano) deste paciente, desde que realizado antes do tratamento quimioterápico, dando a possibilidade de, no futuro, este paciente vir a ter filhos.

Esta informação é de suma importância para nós médicos que muitas vezes não pensamos no futuro reprodutivo deste paciente já que o câncer determina um tratamento imediato. É possivel adiar em algumas semanas o início do tratamento de alguns tipos de câncer para preparar este paciente e coletar as células a serem “congeladas”.

 

Fonte: Saúde em Pauta:

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Reprodução Assistida na atualidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Preservando sua Fertilidade

Fertilidade - qua, 07/22/2020 - 16:12

Atualmente é fato que os casais tem filhos mais tarde . O mercado de trabalho mais exigente e competitivo leva as pessoas a se especializarem mais e com isto casamento e filhos ficam em segundo plano. Além disto , o tempo de exposição a problemas ginecológicos e doenças em geral fica longo o que aumenta as chances destes se manifestarem. Importante é a conscientização deste fato e por em prática medidas para preservação da Fertilidade.

 

Em mulheres sabemos que a fertiidade começa a diminuir visivelmente a partir de 35 anos na população em geral . Nós nascemos com um número pré definido de óvulos que “gastamos”ao longo de nossa vida , portanto nossos óvulos tem a idade que temos neste exato momento. É sabido que óvulos mais velhos , como os de 40 anos ou mais têm mais risco de que, se fertilizados gerarem bebês com malformações ou síndromes . Hoje em dia , a mulher que deseja engravidar mais tarde tem condições de congelar seus óvulos e programar uma gravidez posteriormente, isto porque os óvulos “congelados”tem a idade da mulher no momento em que foi congelado , diminuindo assim os riscos para o bebê formado e aumentando as chances de uma gravidez mais tardia. Além disto , importante que tenhamos bons hábitos de vida, evitando cigarro, mantendo alimentação balanceada, praticando exercícios físicos e consultando seu médico e ginecologista regularmente.

 

 

Fonte: Rizk, B; Garcia-Velasco, J; Sallam, H; Infertility and Assisted Reproduction. 2008. Cambridge University Press.

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Preservando sua Fertilidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Atendimento gratuito para fertilidade

Fertilidade - ter, 07/21/2020 - 14:49

Em virtude do grande interesse público e questionamentos, mantemos a lista abaixo com locais e serviços que podem ser contatados sobre a possibilidade de tratamento gratuito ou de baixo custo. Estamos abertos para sugestões de outros serviços. Utilizem a área para comentários para trocar experiências. A Clínica de Fertilidade, Fertilidade.org e a Dra. Juliana Amato não tem a possibilidade de oferecer tratamento gratuito para infertilidade, embora tenhamos otimizado ao máximo o diagnóstico e tratamento para oferecer o melhor custo/benefício. 

 

Abaixo relacionados estão os serviços que podem realizar atendimento gratuito ou baixo custo no Brasil. O site Fertilidade.org e a Dra. Juliana Amato não são responsáveis por esses serviços. Caso tenha alguma informação extra que possa ajudar a completar esta lista, favor deixar um comentário abaixo.

 

São Paulo

 

– Santa Casa de Misericórdia

(Clínica de Infertilidade Conjugal)

. Comparecer ao pronto atendimento do ambulatório de ginecologia às 7h e passar por consulta de triagem

. Endereço: r. Dr. Cesário Mota Jr., 112 – Santa Cecília

. Telefone: 0/xx/11/3224-0122 ramal 5535 (informações)

. Medicação paga pelo casal; doações de laboratórios ou particulares custeiam parte dos remédios para pessoas carentes

 

– Hospital das Clínicas da USP

(Setor de Esterilidade Conjugal)

. Agendar consulta de triagem no ambulatório da ginecologia

. Endereço: Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255, 5º andar – Cerqueira César

. Telefone: 0/xx/11/3069-6244 (informações)

. Medicação fornecida pelo hospital

 

– Hospital São Paulo, da Unifesp

(Setor Integrado de Reprodução Humana)

. Preencher ficha de cadastro e participar de palestra sobre esterilidade

. Endereço: r. Botucatu, 725 – Vila Clementino

. Telefone: 0/xx/11/576-4488 (informações)

. Medicação paga pelo casal

 

– Hospital Pérola Byington – Centro de Referência da Saúde da Mulher

(Divisão de Reprodução Humana)

. Agendar consulta de triagem. Exige guia de encaminhamento de posto de saúde ou de médico particular

. Endereço: r. Santo Antônio, 630 – Centro

. Telefone: 0/xx/11/3112-1752 (informações)

. Medicação fornecida pelo hospital

 

 

Campinas

 

– Hospital das Clínicas da Unicamp

(Ambulatório de Esterilidade)

. Agendar consulta de triagem. Exige guia de encaminhamento de posto de saúde ou de médico particular

. Endereço: Av. Alexander Fleming, 101 2º andar – Cidade Universitária

. Telefone: 0/xx/19/788-7616 (informações) e 289-3117 (agendamento)

. Medicação paga pelo casal

 

 

Ribeirão Preto

 

– Hospital das Clínicas da USP

(Setor de Reprodução Humana)

. Agendar consulta de triagem. Exige guia de encaminhamento de posto de saúde ou de médico particular

. Endereço: Av. Bandeirantes, 3900 – Campus da Faculdade de Medicina

. Telefone: 0/xx/16/602-2342 (informações e agendamento)

. Medicação parcialmente fornecida pelo hospital

 

 

Programa Acesso

 

Para casais com condições financeiras restritas, sendo que a renda familiar deve ser comprovada. 

Programa Acesso Merck Serono e Vida Link

 

 

Caso tenha alguma dica, conheça algum outro serviço ou saiba o caminho melhor, deixe seu comentário abaixo. Compartilhe suas experiências.

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Atendimento gratuito para fertilidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Dúvidas Frequentes

Fertilidade - seg, 07/20/2020 - 17:29

Após quanto tempo que parei o anticoncepcional engravido?

-Depende, cada pessoa tem seu próprio metabolismo, pode demorar alguns meses ou não.

 

É verdade o que dizem sobre formato da barriga quando se esta grávida, que podemos dizer se o bebê é menino ou menina?

– Não, isso faz parte de crença popular, não há nenhum estudo que comprove.

 

Quando é meu dia fértil?

– O cálculo do dia fértil depende da duração do ciclo menstrual, exemplo: se seu ciclo é de 30 dias o dia fértil será 14 dias antes da sua próxima menstruação.

 

Qual a diferença de Inseminação e Fertilização?

– A Inseminação consiste em transferir o sêmem processado do homem para o útero da mulher quando se esta ovulando. A Fertilização consiste na coleta de óvulo e espermatozóide, fertilizá-los em laboratório e quando se tem um embrião formado transferi-lo para o útero da mulher.São tratamentos bem distintos com indicações precisas.

 

É garantido que vou engravidar se fizer o tratamento de Reprodução Assistida?

– Não, em geral a porcentagem em média gira em torno de 20% a cada tentativa, mas também depende das condições clínicas de cada casal.

 

É possível escolher o sexo do bêbe?

De acordo com as resoluções do Conselho Federal de Medicina e o novo Código de Ética Médica a escolha de sexo não é possível.

var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Dúvidas Frequentes apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categorias: Medicina

Golpe no WhatsApp: como se proteger e contra-atacar

Vascular Pro - sab, 07/18/2020 - 12:33
Sumário

Esta semana descobri que estelionatários criaram uma conta no WhatsApp, colocaram minha foto e saíram entrando em contato com várias pessoas dizendo ser eu, possivelmente com o intuito de pedir dinheiro de alguma maneira. Como presenciei um golpe da clonagem recentemente, e, quase fui vítima desse mesmo golpe com uma história elaboradíssima, já havia pensado e estudado o assunto. E cheguei em várias conclusões práticas sobre isso. Tanto para a prevenção, quanto para o tratamento agudo e crônico de um golpe em andamento. Compartilho aqui minhas sugestões.
Em primeiro lugar, o golpe do WhatsApp da clonagem é bem diferente do golpe de se passar por outra pessoa. Enquanto o primeiro é falha ou desatenção da vítima, o segundo é quase que inteiramente fora da alçada de quem está sendo “copiado”, pois a vítima real é uma terceira pessoa. Apenas se apoiam na credibilidade de quem estão copiando para conseguir acesso à potenciais vítimas desatentas. Por isso, a prevenção, defesa e contra-ataque são diferentes nós dois casos.
Golpistas sempre usam chips de celulares baratos e, quando “queimados” simplesmente passam para o próximo. São os chips bombinha.  Chips pré pagos podem ser registrados com CPF falso, por isso raramente podem ser rastreados. As contas de depósito do golpe muitas vezes são de pessoas laranjas que nem sabem que estão sendo usadas. Então fica difícil rastrear. Enquanto a polícia e a justiça brasileira não serem realmente duros com esses golpistas, isso vai continuar. E se você está (veja que o verbo estar e não ser é intencional) esperto, alguém próximo ainda pode cair.
Conto a história do golpe em que quase caí, pois foi tão elaborado e com certeza envolve pessoas com acessos privilegiados, que vale a pena a informação. Fui no Shopping Morumbi em São Paulo, e a cancela da garagem não abriu com o Sem Parar, veio um segurança ajudar e abriu a cancela para mim. Quase um mês depois recebi uma ligação de alguém que se dizia do Sem Parar, com um número fixo bonitinho, contando que havia uma cobrança duplicada na minha conta do Sem Parar e que ele queria fazer o estorno. Possuía informações sobre meu carro, meu nome, horário no shopping, então realmente parecia verídico. Pediu para confirmar um código que seria enviado. Recebi o código de transferência do WhatsApp. Percebi o golpe somente nesse momento. Desliguei e acabou por aí. Mas muitos teriam passado o código e teriam perdido acesso ao WhatsApp. Com certeza essa tentativa de golpe envolveu pessoas com acesso privilegiado. Possivelmente o segurança do shopping (será que era mesmo?).
Bom, com tudo isso aprendi algumas dicas práticas que vou compartilhar.

Prevenção
  1. ative no whatsapp a segurança de 2 fatores. Todo mundo tem que fazer isso hoje mesmo. Não adie. Faça no seu. No dos seus familiares e nas pessoas da sua empresa
  2. instale um programa chamado TrueCaller (não tenho nenhum conflito de interesse, apenas acho a idéia e o serviço sensacional), ele não funciona com o WhatsApp (Android sim) mas te ajuda em golpes de ligações e SMS, como veremos adiante. Além de permitir denunciar e investigar números de telefone. Ative o filtro de ligações.
  3. nunca, mas nunca mesmo, pague e faça transferências monetárias por informações vindas do WhatsApp. Não há como o WhatsApp fornecer segurança suficiente para isso. Se for imprescindível, faça algo pre datado para frente, que possa ser cancelado na suspeita de um golpe.
  4. na dúvida de se alguém é essa pessoa mesmo, pergunte algo que só essa pessoa poderia saber, ou exatamente o contrário, algo que essa pessoa não poderia saber. Por exemplo, pergunte como vai a tia Zezinha, para alguém que não tem essa tia. O golpista não vai responder ou vai sair pela tangente.
  5. antes de aceitar a identidade de alguém no WhatsApp, verifique o número no TrueCaller.
  6. Perceba como a pessoa escreve. Os erros gramaticais e forma de escrever são compatíveis com a pessoa que está na foto? No meu caso, sou médico e tento escrever o mais corretamente possível. Os erros apresentados na mensagem introdutória do golpista simplesmente não seriam jamais escritos por mim.
  7. Procure o numero na internet. Sim, isso mesmo, coloque o numero que está te perturbando no próprio Google, ou em sites específicos para isso, como o “Quem tá me ligando”
  8. Bloqueie seu numero para telemarketing: ProconSPNão me perturbe
  9. nem todo mundo pode fazer isso, mas bloquear completamente todo e qualquer número estranho é uma excelente medida de segurança. Vocês não imaginam a paz que isso traz. Mas como o WhatsApp não é um serviço da operadora de telefonia, isso bloqueia golpes por telefone e SMS, mas não pelo WhatsApp.
    1. O TrueCaller instalado pode ajudar nisso.
    2. O iPhone não permite bloquear números desconhecidos ou restritos e não há apps capazes de fazê-lo (a Apple não os permite em sua App Store). Você pode boquear individualmente números de contatos que já fizeram ligações a você, mas não pode impedir as ligações de de números privados/restritos direto no seu iOS. No entanto, você pode se valer de uma pequena gambiarra para evitar amolações: Entre em ajustes: Não perturbe > Permitir ligações de “Todos os Contatos” e Coloque o não perturbe para o dia inteiro.
    3. O Android possui um recurso nativo que permite bloquear ligações de números desconhecidos. Ou seja, fora da sua agenda de contatos. Veja como ativa-lo:Abra o app Telefone, toque nos três pontinhos e depois, em “Configurações”. > Dependendo do fabricante, você pode também acessar as configurações de Chamada através do app Configurações, “Configurações de Chamada”; > Toque em “Rejeitar chamadas” ou “Bloquear números” (depende do fabricante); > Toque na chave “Bloquear números desconhecidos” ou opção equivalente. > Dependendo do fabricante, pode ser preciso marcar caixas de seleção como “Bloquear chamadas desconhecidas”, “Bloquear chamadas privadas” ou equivalentes.
  10. Uma outra estratégia preventiva é ter um segundo numero já preparado e divulgado. Ou seja, quem tem seu contato, já teria seus dois números. Se acontece algo com o primeiro, você ainda tem o segundo para se comunicar.
  11. Manter uma lista de contatos de fácil divulgação: uma lista de emails de clientes por exemplo. Não para fazer SPAM, pelo amor de Deus!, mas em alguma eventualidade de necessidade de comunicação em massa prioritária. Cuidado com as listas no WhatsApp, pois elas podem ser foco dos bandidos.
Muitas vezes o português utilizado é tão ruim que não há duvidas Depois de descoberto a conta, bloqueie WhatsApp clonado

Se você passou o código do WhatsApp, eles tem acesso como se fosse você e passarão a entrar em contato com seus contatos pedindo dinheiro, portanto várias coisas devem ser feitas concomitantemente:

  1. solicite imediatamente a recuperação do WhatsApp no seu celular. Se demorar, o golpista pode acabar travando essa troca por alguns dias.
  2. peça para outra pessoa ficar enrolando o golpista como se estivesse caindo no golpe. Fazendo isso, o golpista perde tempo para falar com outras pessoas. Se conseguir dados importantes para um boletim de ocorrência (em São Paulo é possível fazer B.O. online), faça uma captura de tela imediatamente, pois assim que percebem que foram descobertos eles apagam as mensagens e imagens. A única coisa que pode realmente ajudar a polícia é a conta bancária do golpista, pois o número de celular provavelmente foi criado com dados falsos. Uma possibilidade é alguém realmente ligar para o número e ficar falando com a pessoa.
  3. avise, através de outra pessoa, contatos em comum sobre o golpista, para que fiquem atentos. Normalmente esse golpe não dura muito tempo, eles tem que ser rápidos. Peça para que as pessoas que receberem alguma mensagem ou enrolem descaradamente fingindo estar caindo no golpe, ou, simplesmente, bloqueiem e denunciem no WhatsApp. É importante denunciar para que o WhatsApp bloqueie o número. Acredito que bloquear e denunciar, sem falar nada é o melhor. Pois assim o golpista não sabe quem o denunciou. Se ele souber, pode tentar mais uma vez com outro numero, sem falar com as pessoas que o denunciaram. Prolongando o golpe.
  4. denuncie o número no TrueCaller e outros serviços, como o “Quem ta me ligando”
  5. neste caso específico da clonagem é importante avisar em mídias sociais e mailings para prevenir as pessoas.
WhatsApp falso

Aqui o golpista simplesmente pega sua foto e finge ser você em outro numero.
Há pouco o que se fazer, pois o alvo não é você. Mas podemos tentar contra-ataque.

  1. denuncie e bloqueie imediatamente em quantas contas conseguir. Sua, da sua família. Mas seja claro ao pedir para denunciar no WhatsApp. Conseguindo algumas denúncias a conta é automaticamente suspensa pelo WhatsApp e o golpe acaba. Mas se ele souber quem denunciou, ele fará o mesmo com outro numero, evitando enviar para quem o denunciou. Então, não converse, não dê trela, simplesmente denuncie e bloqueie o máximo que conseguir.
    1. Dar trela para o golpista e ficar conversando, você pode conseguir a conta de deposito com um nome para ser usado em um boletim de ocorrência, mas, a conta pode ser de um laranja e ao conversar com o golpista, ele passa a ter acesso à sua foto e seu nome, podendo você ser a próxima vítima de golpe. Mas, se por acaso alguém se divertiu enganando o golpista, aproveite os dados e faça um B.O. 
  2. denuncie também no TrueCaller e outros serviços, como o “Quem ta me ligando”
  3. não faz muito sentido aqui sair divulgando para todos os seus contatos e mailing esse tipo de golpe. Teoricamente as pessoas tem que seguir as regras da prevenção. Não temos como ser responsáveis pela atitude de outras pessoas. E esse golpe está tão comum atualmente que seríamos inundados de comunicações em que pouco podemos fazer. Comunique sim as pessoas mais próximas para ajudar a coibir a continuidade do uso do número.
Fazendo o Boletim de ocorrência
  1. Cada local tem uma maneira de fazer o B.O. (em São Paulo é possível fazer B.O. online)
  2. O crime de estelionato parece mais difícil e chato de reportar, talvez seja mais fácil somente o crime de falsidade de identidade
    1. Recebi esse comentário no B.O. que fiz:

      *** Observação: A apuração do crime de estelionato (tentado ou consumado) somente ocorrerá após a representação por parte da vítima, no prazo decadencial de seis meses, junto à Unidade Policial responsável pela área dos fatos (34o D.P.), devendo ainda arrolar possíveis testemunhas e/ou fornecer maiores elementos informativos que comprovem o alegado, tais como documentos relacionados, mídias ou quaisquer outras provas admitidas em Direito.***

Depois do golpe

Já está mais calmo? Quer fazer algo mais?

  1. faça um boletim de ocorrência, com todos os dados que conseguiu coletar. Número da conta bancária, número de telefone e, quem sabe alguns dados a mais que você pode conseguir no TrueCaller
  2. investigue o número no TrueCaller. As vezes conseguimos até nome completo. Mas como disse antes, são números “bombinha” usados e descartados rapidamente. O TrueCaller tem chance de pegar algum nome de algum antigo dono do número. Mas se o golpista for amador, ele pode ter usado algum numero registrado por alguém próximo a ele.
  3. Não sou advogado, mas acredito que a denuncia seja por falsa identidade. Artigo 307 Código Penal. Atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem: Pena. Detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa, se o fato não constitui elemento de crime mais grave. Veja esse artigo de como se proteger e denunciar
O que esperamos para o futuro

O sistema do TrueCaller é muito interessante e eficaz, mas infelizmente não funciona automaticamente com o WhatsApp, e deveria ser mais amplamente divulgado, ou as próprias grandes empresas Apple/Google deveriam criar sistemas nativos de proteção. Esperamos que isso mude no futuro.

Mas o correto mesmo seria o Facebook/WhatsApp ser mais criterioso na liberação de uma nova conta, como pedir documentos comprobatórios. Ou pelo menos criar um tipo de conta “verificada”. Como o Twitter possui.

Poderia o WhatsApp atrasar a comunicação inicial até a aprovação de autenticidade.

Outra coisa que seria muito fácil seria a reutilização de imagens nos perfis, que poderia ser automaticamente detectada e bloqueada.

Obviamente o endurecimento das penas, e intensificação das investigações, coibiria esse tipo de golpe.

Você tem alguma outra dica? Algum outro aspecto interessante? Coloque aqui nos comentários!

O post Golpe no WhatsApp: como se proteger e contra-atacar apareceu primeiro em Vascular.pro.

Categorias: Medicina

Como Identificar Um Médico Charlatão? Não caia no golpe!

Vascular Pro - ter, 07/14/2020 - 20:29

Assine o melhor canal de saúde no Youtube
Você sabe como identificar um médico charlatão, neste vídeo o Dr Alexandre Amato- Cirurgião Vascular do Instituto Amato dará algumas dicas para que você não seja enganado (a). #vascular #angiologia #angiologista #cirurgião #varizes #vasinhos #escleroterapia #cirurgia #saopaulo #sãopaulo #sp #jardins #vascularsp #vascularlaser #cirurgiavascular #endovascular #angiologiaestética #saude #medicina #dermatologista #pernasbonitas #linfangite #linfangites #linfangitecutânea #linfangitecarcinomatosa #linfangiteaguda #aterosclerose #artéria #veia

Chapters
00:17 – Como identificar médico charlatão: 12 dicas.
00:38 – Quem é o médico Charlatão
00:55 – Primeira dica: especialista em algo que não existe
02:30 – Segunda dica: evitar o sobrediagnóstico
04:50 – Terceira dica: prescrevem terapias milagrosas alternativas
07:28 – Quarta dica: uso inadequado de mídias sociais
09:19 – Quinta dica: linguagem médica ela é muito complexa
11:36 – Sexta dica: tratamento assintomático
14:39 – Sétima dica: verifique no conselho regional de medicina sua especialidade e currículo
17:24 – Oitava dica: Exames antes da consulta
19:20 – Nona dica: prescrição personalizada, que não tem nada de personalizada
20:54 – Décima dica: apoia-se em outro charlatão
22:52 – Décima primeira dica: solução para o seu problema
24:50 – Última dica: juntas médicas








O Prof. Dr. Alexandre Amato (CRM108651) é professor de cirurgia vascular da UNISA e chefe da cirurgia vascular do Instituto Amato (www.amato.com.br). Cirurgião Vascular e Varizes?‍⚕Especialista em Lipedema, Doutor (PhD) pela USP?Médico Assist. Hosp. San Raffaele – Milão 2008 ?? Prof. da UNISA?‍??11 50532222
Escreveu vários livros (http://bit.ly/3abqUOS), e está dando esse de presente para você:

http://bit.ly/HistoriaCirurgia, aproveite
Siga no Facebook: http://bit.ly/2QIz35A
Instagram: http://bit.ly/dr_amato
Twitter: http://bit.ly/2scWbQ6
LinkedIn: http://bit.ly/35KxJU3
WhatsApp: (11)933183661 ou pelo link http://bit.ly/2RchoCt

Quer ver o Currículo Lattes dele? http://bit.ly/2tPRA6Y

Estamos à disposição na Av Brasil, 2283. Tel 11 5053-2222 ou WhatsApp 11 93318-3661.

Website: www.amato.com.br

Estamos à disposição na Av Brasil, 2283. Tel 11 5053-2222 ou WhatsApp 11 93318-3661.

O post Como Identificar Um Médico Charlatão? Não caia no golpe! apareceu primeiro em Vascular.pro.

Categorias: Medicina

Doença de Buerguer: tromboangeite obliterante

Vascular Pro - qui, 07/09/2020 - 21:49

Assine o melhor canal de saúde no Youtube
Olá, sou o Profº. Dr Alexandre Amato, e hoje vou falar com vocês sobre a Doença de Buerguer, esta doença atingi em sua maioria aos homens ainda jovens e está diretamente relacionada ao tabagismo. Neste vídeo você vai entender um pouco mais sobre esta doença, seus sintomas e sua evolução.

O Prof. Dr. Alexandre Amato (CRM108651) é professor de cirurgia vascular da UNISA e chefe da cirurgia vascular do Instituto Amato (www.amato.com.br). Cirurgião Vascular e Varizes?‍⚕Especialista em Lipedema, Doutor (PhD) pela USP?Médico Assist. Hosp. San Raffaele – Milão 2008 ?? Prof. da UNISA?‍??11 50532222
Escreveu vários livros (http://bit.ly/3abqUOS), e está dando esse de presente para você:

http://bit.ly/HistoriaCirurgia, aproveite
Siga no Facebook: http://bit.ly/2QIz35A
Instagram: http://bit.ly/dr_amato
Twitter: http://bit.ly/2scWbQ6
LinkedIn: http://bit.ly/35KxJU3
WhatsApp: (11)933183661 ou pelo link http://bit.ly/2RchoCt

Quer ver o Currículo Lattes dele? http://bit.ly/2tPRA6Y

Estamos à disposição na Av Brasil, 2283. Tel 11 5053-2222 ou WhatsApp 11 93318-3661.

Website: www.amato.com.br

Estamos à disposição na Av Brasil, 2283. Tel 11 5053-2222 ou WhatsApp 11 93318-3661.

O post Doença de Buerguer: tromboangeite obliterante apareceu primeiro em Vascular.pro.

Categorias: Medicina

Nutrição, imunidade e crianças pequenas

Vascular Pro - ter, 07/07/2020 - 19:17
Vamos direto ao assunto? O sistema imunológico consiste em proteínas, células, tecidos e órgãos que trabalham juntos para combater micro-organismos e patógenos causadores de doenças que podem entrar em nosso corpo. Enquanto somos crianças vivendo no ventre da nossa mãe, somos protegidos por sua imunidade. Essa imunidade é parcialmente repassada de mãe para filho em um processo chamado imunidade passiva, sendo transferida através da placenta e também através da exposição à microflora da mãe durante o parto e através do leite materno. Essa imunidade ajuda a proteger uma criança durante os primeiros meses de vida. No entanto, assim que um bebê nasce, seu sistema imunológico começa a mudar drasticamente em resposta à exposição de bactérias, vírus e ao ambiente do bebê. O sistema imunológico começa a amadurecer durante a infância e ele não se desenvolve totalmente até a primeira infância – ou por volta dos 7 a 8 anos de idade. À medida que as crianças se tornam mais expostas por meio da ampliação do ambiente e das interações sociais, aumentam as chances de resfriados e vírus. Para a maioria das crianças, essa exposição ajuda a construir o sistema imunológico. No entanto, crianças e adultos jovens ainda podem estar propensos a contrair uma infecção viral e levar mais tempo para se recuperarem completamente, uma vez que não possuem o mesmo nível de resposta imunológica eficiente em comparação aos adultos. Assim como os adultos, fatores como estresse, sono inadequado e nutrição adequada podem causar impacto no sistema imunológico de uma criança. Embora não exista uma solução única para aumentar a imunidade, há muitas opções saudáveis para ajudar as crianças a fortalecerem seu sistema imunológico. Aqui estão algumas sugestões para ajudar a fortalecer o sistema imunológico do seu filho durante todo o ano. Ácidos graxos ômega-3 A função imunológica é significativamente afetada pelo nosso status de ácidos graxos ômega-3. Os ácidos graxos ômega-3 são um tipo de gordura que o corpo não pode produzir por si só, por isso é importante colocá-los em nossa dieta para nos manter saudável. As fontes alimentares incluem frutos do mar, como salmão, nozes, sementes de chia ou linhaça. Probióticos Uma grande parte do nosso sistema imunológico está no nosso intestino. Portanto, apoie um microbioma saudável com alimentos que contenham probióticos como iogurte e kefir. Alimentos fermentados como chucrute e kimchi também são ótimas fontes de probióticos. Além disso, deve comer alimentos que contenham prebióticos (alimentos e compostos de fibras que apoiam o crescimento de bactérias saudáveis), como alho, cebola, cevada, maçã e aveia. Converse com seu médico antes de iniciar qualquer suplemento probiótico, pois pode haver considerações para aqueles que são imunocomprometidos ou têm certas condições de saúde. Vitamina D3 Existem receptores de vitamina D e enzimas ativadoras nas superfícies de todos os glóbulos brancos – as células que ajudam a combater a infecção. Estudos demonstraram que crianças com níveis adequados de vitamina D têm menor probabilidade de contrair a gripe. As fontes de vitamina D incluem peixes gordurosos, como salmão, arenque ou produtos lácteos fortificados. Vitamina C A vitamina C é um antioxidante que está muito envolvido em muitos modos de combater infecção, inclusive estimulando a produção de células que combatem pelo sistema imunológico, mantendo nossa inflamação alinhada e apoiando a integridade das membranas mucosas e da função pulmonar. As melhores fontes de vitamina C incluem frutas e vegetais como laranjas, pimentões, morangos e brócolis. Vitamina A A vitamina A é necessária para as funções celulares normais, incluindo as células do nosso sistema imunológico. Boas fontes de vitamina A incluem vegetais folhosos escuros, produtos lácteos fortificados e frutas e legumes amarelo-laranja. Vitamina E A vitamina E é um antioxidante importante que ajuda a proteger o corpo contra infecções, impedindo que as células sejam danificadas ou reparando as células danificadas. É comumente encontrado em óleos vegetais, nozes e sementes, frutos do mar e vegetais folhosos. Vitamina K A vitamina K ativa proteínas que removem células indesejáveis e geram células novas e saudáveis, que ajudam a manter nosso sistema imunológico equilibrado. As melhores fontes de vitamina K são vegetais de folhas verdes. Vitamina B As vitaminas B têm muitas funções, incluindo ajudar nosso corpo a utilizar energia e apoiar a produção de células em nosso sistema imunológico. Lavar as mãos A lavagem adequada das mãos é uma maneira fácil de ajudar a prevenir doenças e diminuir a probabilidade de espalhar doenças para outras pessoas. É importante usar água corrente, sabão e ensaboar todas as partes das mãos, unhas e dedos para se livrar dos germes. Conte 20 segundos ao ensaboar ou cante “parabéns para você” duas vezes! Dormir O sono é necessário para manter um sistema imunológico saudável. Certas proteínas que podem ajudar a combater infecções chamadas citocinas são liberadas durante o sono, portanto, menos sono pode significar menos citocinas. Além disso, produzimos menos anticorpos para combater infecções quando estamos privados de sono. As crianças podem precisar de 10 horas ou mais a cada noite para se manterem saudáveis. Alívio de estresse As crianças são propensas ao estresse, assim como os adultos. A escola pode ser estressante, bem como interromper seu horário normal ou aprender a lidar com situações sociais com seus colegas. Independentemente da idade, quando estamos estressados, nosso sistema imunológico produz menos glóbulos brancos que combatem os germes do que o normal, o que nos coloca em maior risco de estar doente. Você pode ajudar seu filho a aprender a lidar melhor com o estresse, permitindo-lhe um tempo dedicado todos os dias para relaxar, praticar exercícios ou praticar a atenção plena, bem como exercícios respiratórios simples, apenas para permitir que se concentre e se acalme. Exercício O exercício pode diminuir nossos níveis de hormônios do estresse e impulsionar os hormônios que nos fazem “sentir bem”. Também existem teorias de que o exercício pode ajudar a circular nossos glóbulos brancos que combatem infecções, além de liberar bactérias dos pulmões e vias aéreas. Como muitas escolas estão fechadas ou têm intervalos prolongados, o exercício pode ser menos estruturado sem aulas de ginástica ou recreio. Encontrar maneiras de exercitar-se com segurança é importante. Seja fazendo exercícios em casa, como dançar as músicas favoritas da família ou levar o cachorro para passear, tente encontrar uma maneira de fazer a família se mexer! Limpeza Regular de Superfícies e Áreas de Brincar / Brincar Mantenha os brinquedos e as áreas de lazer limpos, pois as crianças tendem a ser exploradoras e tocam muitas superfícies. Reúna brinquedos infantis laváveis e sem superfícies porosas ou macias. Misture ½ xícara de água sanitária com 1 galão de água. Deixe os brinquedos de molho por cinco minutos para higienizar. Enxágue e deixe secar ao ar. Você também pode usar toalhetes desinfetantes ou spray. Para brinquedos de pelúcia, considere colocá-los em uma máquina de lavar roupa no ciclo suave (você pode protegê-los colocando-os em uma fronha) e depois em uma secadora aquecida. var URLlist = [["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],["http://bit.ly/YouTubeAmato", 10],];var ultimatePopunderSettings = {width:(screen.width * .80),height:(screen.height * .80),cap:1,wait:(60 * 30),cookie:"ultimatePopunder"};

O post Nutrição, imunidade e crianças pequenas apareceu primeiro em Vascular.pro.

Categorias: Medicina

Páginas

Subscrever Frases Fortes agregador - Medicina

Não perca Frases do Einstein selecionadas a dedo.

Conhece alguma frase legal? Envie-nos.

Vote agora nas frases e citações que você mais gosta.