Ovídio

Públio Ovídio Naso, conhecido como Ovídio nos países de língua portuguesa foi um poeta romano que é mais conhecido como o autor de Heroides, Amores, e Ars Amatoria, três grandes coleções de poesia erótica, Metamorfoses, um poema hexâmetro mitológico, Fastos, sobre o calendário romano, e Tristia e Epistulae ex Ponto, duas coletâneas de poemas escritos no exílio, no mar Negro.Nascimento: 20 de março de 43 a.C., Sulmona, Itália

 

Falecimento: Constança, Romênia

 

Nota: 
No votes yet
CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.

Oh, sono em que tudo encontra descanso, o mais pacífico dos deuses, que acalma a mente...

Oh, sono em que tudo encontra descanso, o mais pacífico dos deuses, que acalma a mente...

No votes yet
CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.

Depois da morte acaba a inveja.

Depois da morte acaba a inveja.

No votes yet
CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.

Depois da morte acaba a inveja.

Depois da morte acaba a inveja.

No votes yet
CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Subscrever RSS - Ovídio

Não perca Frases do Einstein selecionadas a dedo.

Conhece alguma frase legal? Envie-nos.

Vote agora nas frases e citações que você mais gosta.

delorean